Arte Contemporânea, com José Carlos Fernandes

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr

Arte Contemporânea, com José Carlos Fernandes

Categorias:

eve-babitz-marcel-duchamp-xadrez

Desde a Antiguidade, a literatura tem fortes ligações com as artes visuais, numa relação permanente de correlação e diálogo. Se um escritor é, antes de tudo, um leitor do mundo, não deixa de ser razoável especular que boa parte de sua produção também seja um reflexo de suas influências artísticas – toda palavra ecoa um passado de códigos e imagens. É famosa a citação de Simonides de Cós, via Horácio, de que “a pintura é poesia muda e a pintura é poesia falante”.

Nessa combinação de vozes, alcances e estilos, as ramificações artísticas estão para o autor como o pulmão está para o corpo, sanguíneo, inerente. Dentro desse ciclo de significados, José Carlos Fernandes, jornalista curitibano graduado em Belas Artes, é dos que melhor traduzem essas margens de influência, tanto em suas crônicas para a Gazeta do Povo, onde perfila as diversidades da metrópole, quanto em suas atividades como professor universitário, pesquisador e crítico de arte.

Filho de um casal de imigrantes portugueses, Zeca, como é mais conhecido nas redações e universidades, é um dos mais importantes coeficientes intelectuais da capital. Sua visão singular de humanidades possibilita uma avaliação profunda de como a arte e a escrita caminham juntas, polivalentes.

O curso explorará os diversos conceitos de arte ao longo do século 20, sem reduzi-la a meros passos cronológicos. A proposta, além de repertório, é oferecer uma interpretação mais aguçada dos elementos que envolvem desde a montagem de uma exposição às discussões sobre beleza e cânone. A análise de clássicos, como Caravaggio e Michelangelo, e de trabalhos pop de artistas contemporâneos, como Nuno Ramos e Vik Muniz, permitirá um recorte mais abrangente das conexões entre literatura e artes visuais.

Inscrições para o curso, aqui: