Circuito Esc. marca o início do 2º semestre na Escola de Escrita

A hora é de tirar o pó e começar a planejar o segundo semestre com a nossa programação de férias e novo período de matrículas.

Circuito Esc. marca o início do 2º semestre na Escola de Escrita

Categorias:

Foto: Eduardo Macarios

2016 já está acontecendo e, para tanto, retornamos às atividades de espírito revigorado, com novos cursos, workshops e oficinas para o segundo semestre. Em julho, a partir de quarta-feira (13/07), dentro da nossa programação de férias, inicia o Circuito Esc. de Inscritos #B, o segundo evento gratuito do ano letivo da Esc. Escola de Escrita para quem já é aluno, para quem quer conhecer os professores que vão conduzir algumas das oficinas de segundo semestre e para quem quer ter o primeiro contato com a escola e com a formação do escritor.

São três dias de aulas abertas e gratuitas sobre literatura e escrita criativa, dos dias 13 a 15 de julho, das 19h às 22h. Um dos destaques é Luci Collin, que falará sobre Literatura Subversiva. Além dela, os professores Cezar Tridapalli, Daniel Medeiros, Assionara Souza, Julie Fank, Guida Bittencourt, Christian Schwartz, Luís Henrique Pellanda e Thiago Tizzot falarão sobre assuntos nos quais são especialistas. As inscrições podem ser realizadas na página oficial do evento no Facebook e o ingresso é um livro por palestra.

Quem abre o circuito como convidada especial é a pernambucana radicada no Rio Grande do Sul Débora Ferraz, vencedora do Prêmio SESC de 2014, com seu primeiro romance Enquanto Deus não está olhando. Com ele, também foi vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015 na categoria autor esteante (menos de 40 anos). Atualmente, cursa o doutorado em Escrita Criativa pela PUC-RS. A pauta da conversa será a recente experiência da autora com os concursos literários dos quais foi vencedora, a importância da profissionalização do escritor e o processo criativo da escrita do romance.

A escola completou dois anos de existência no dia 07 de julho e o evento é parte da comemoração de aniversário da Esc. Escola de Escrita em Curitiba. Passaram por aqui durante o período em que ocupamos o espaço da Rua Riachuelo pelo menos 1000 pessoas, entre alunos, professores e visitantes que prestigiaram os eventos que aconteceram no espaço. Desses, 366 alunos participaram de alguma oficina, desde os cursos mais rápidos às oficinas de longa duração. “Há muita coisa para abraçar quando o assunto é a formação do escritor e sabemos que contemplamos uma parte importante deste processo: a troca entre os alunos e professores, o acesso a escritores em atividade, acadêmicos ou não, e uma proposta de estudo livre sobre linguagem, técnica e literatura para quem quer percorrer o caminho da escrita a partir de oficinas com diferentes focos e abordagens.”, comenta a professora Julie Fank, também diretora da escola.

O circuito é uma oportunidade para que os alunos, a comunidade e futuros alunos tenham um contato mais próximo com o professor e com os temas sobre os quais se interessam, quase como um aperitivo do que vem por aí. Como todos os professores são também escritores, a troca é não só sobre o gênero de escrita, como conto ou romance, mas sobre o processo criativo a partir de diferentes perspectivas. Nesta edição, também haverá um bate-papo sobre Redação para vestibular com o professor Mateus Ribeirete em nossa sub-sede, localizada à Rua Visconde do Rio Branco, 1488, em conjunto com a Oficina de Estudo.

A semana termina com manifestações musicais, artísticas e literárias no dia 16 de julho, das 16h às 22h, no terraço da escola, já a terceira edição do batizado Terraço Literário. A banda curitibana Veenstra será a atração musical. Em paralelo, o último dia de exibição do spin-off da colagista Cintia Ribas, parte de sua exposição Almanaque para entrevistar surrealismos, em parceria com a Galeria Boiler, exibição de filmes do artista multimídia Flávio Carvalho e a presença do Clube de Colagem, da Selva Press, do Escrevinhador, da Colophon e outros negócios locais.

Em 2015, recebemos em nossa casa importantes nomes do cenário literário contemporâneo, como o português José Luís Peixoto, Alice Ruiz, Noemi Jaffe, Luís Henrique Pellanda, Rodrigo Rosp, Reginaldo Pujol Filho, Ana Guadalupe, Ricardo Pozzo, Assionara Souza e Flavio Stein. Para este ano, estão previstos nomes como Jacques Fux, escritor mineiro especialista no movimento francês Oulipo, o linguista Marcos Bagno e a escritora sul-africana Futhi Ntshingila. A programação completa do segundo semestre será divulgada no site da escola e em redes sociais a partir de 18 de julho. As matrículas para os cursos em cartaz já estão abertas.